comprar um veículo novo ou usado

Como comprar um veículo novo ou usado com segurança?

Mercado Automobilístico

Comprar um comprar um veículo novo ou usado é confronto entre Você x O Vendedor. Onde cada lado luta ferozmente para sair ganhando.

No entanto, mas é conveniente conduzir este confronto com muito calma e educação, porque do contrário seria gerado um ambiente de antagonismo extremamente prejudicial para a negociação. Portanto, deve ser uma batalha elegante, o vendedor ressaltando os pontos positivos do carro e ocultando os negativos   para  manter a oferta, e você procurando ativamente os pontos  negativos  para reduzir  o preço oferecido ou até mesmo eliminar a possibilidade da venda.

Sua postura nessa hora:

Jamais adiante dinheiro.

Você tem o direito de vistoriar o máximo possível o carro que te agradou., sem envolvimento de dinheiro nesta fase.  Dinheiro só na hora de fechar o negócio

O vendedor  tentará apressar ao máximo sua decisão,  pois a arma que ele tem é a sua emoção. Mantenha a calma e não seja apressado.. A sua arma é o cérebro,   use-a,  pois assim manterá o controle.

O test-drive é indispensável para a compra de um veículo, e sobretudo é um direito seu, e é de todo conveniente que você leve um mecânico de confiança.

As  providências abaixo    foram  colocadas numa sequência das mais simples    para as mais complexas, assim as mais simples podem ser seguidas mesmo  sem a presença do mecânico até uma segunda fase, ou então você já pode se fazer acompanhar por ele desde o início, fica à sua escolha.

O objetivo disto aqui é otimizar o processo, pois se você reprovar as  mais simples, pode poupar muito tempo eliminando o negócio sem precisar passar para as  mais complexas.

Além disso, qualquer das  tarefas  iniciais você mesmo pode fazer , até  antes de chamar um mecânico

Poderá indicar  logo que o negócio não serve, o que sem dúvida economiza tempo e trabalho.

E por outro lado, desta forma você  estará focando inicialmente nos itens mais importantes do ponto de vista financeiro, como a embreagem, o motor, se ele não capotou, etc.

OBSERVAÇÕES  QUE VOCÊ MESMO PODE   FAZER  NO   CARRO:

Papelada em ordem?

As concessionárias normalmente já checaram  a procedência do veículo, no entanto, você ainda pode verificar os itens a seguir  por pura prudência neste caso, mas se o carro é de uma pessoa física, esta verificação torna-se indispensável e não mais opcional.

Peça o  documento original do veículo (nada de cópias).  Assim poderá verificar se o documento   não é adulterado. Os verdadeiros possuem um alto-relevo em toda a sua volta.

Se numa blitz policial, for descoberto  que ele foi furtado no passado, você vai perder todo o dinheiro que desembolsou.

Verifique  se tem chave reserva. Verifique também se  os números  do chassi, e da placa dos vidros são os mesmos que estão no documento.  Então aqui, além de checar se o veículo não foi roubado, você ainda pode descobrir um indício se o carro não é recuperado de um sinistro, pois o carro  quando sai da fábrica,  vem com o número do chassis inscrito em todos os vidros.

Portanto, se houver   um vidro sem gravação pode ter havido  uma colisão ou um  simples arrombamento, porém em mais de um vidro é quase  certo  que houve algum tipo de colisão, no entanto, mais importante ainda é verificar se a marca só fabricante dos vidros  é igual em todos eles, porque sempre existe a possibilidade do novo vidro receber nova gravação do número do  chassis.

Há outros meios de prever se o veículo sofreu colisão, mas tocaremos nisso apenas ligeiramente mais adiante, pois é aí que é mais necessária a experiência de um mecânico.

Mais tarde, porém  antes de fechar o negócio, Verifique no site do Detran se a placa do carro é verdadeira e se não há pendências – como multas – a serem pagas, e se o licenciamento anual já foi pago.

Você pode ainda antes da efetivação da compra,  contratar empresas especializadas em vistorias de veículos, que podem realizar esse serviço por menos de 100 reais.

No site do seu estado é possível consultar a placa do veiculo online para verificar se o carro está  alienado ao banco, se foi comprado em  leilão ou locadora,  se foi furtado ou se sofreu danos em algum acidente grave

O preço é relativamente  baixo, e geralmente compensa

Manual do automóvel

Dê preferência a modelos que venham com o manual do proprietário. Lá está registrado se o proprietário realizou todas as revisões indicadas pela montadora, com os carimbos das revisões, observando os prazos para troca de óleo  do motor.

isso é um sinal de quanto   o dono foi cuidadoso com o veículo.

Em seguida, verifique se a quilometragem do Manual  está compatível com a registrada no odômetro do painel do carro, pois do contrário a manutenção pode ter sido interrompida.

.Este carro  que te agradou pela  aparência, pode estar muito rodado, e quanto mais estiver rodado, é um sinal que você deve ser mais minucioso na sua vistoria.

Se a quilometragem passar dos  70.000 km  e  a embreagem ainda não tiver sido trocada, ela deverá ser trocada, e aí, se o carro for popular  você vai gastar uns R$ 800,00 reais para trocá-la e uns R$1.100,00 a  R$1.200,00 se for um carro médio.

Relacionado: Tabela Fipe do Onix 2015

LEVANTANDO O CAPÔ

Veja se o motor não tem sinais de vazamento, e também abaixo dele no solo.

Verifique o nível do óleo, e o seu aspecto. Se estiver no nível e com uma aparência clara, ou pelo menos não muito escura,  é o mínimo que se espera, pois o dono deve ter trocado este óleo recentemente.  Caso contrário, ponto negativo para  carro.

Aproveite para observar a água do reservatório do radiador. Se estiver com ferrugem, sem aditivo, é indicativo de que  a manutenção foi negligenciada e poderá dar problemas quanto ao   radiador, selos do motor,  válvula termostática, bomba dágua, e mangueiras.

Você também consegue saber  se a bateria está em bom estado, observando se ela tem o selo do Inmetro na parte superior . Ele é branco e bem visível. Se tiver este selo na bateria, ela muito provavelmente será um produto novo e de qualidade.

LIGANDO O MOTOR

Observe se existem barulhos e rangidos quando colocar o motor em funcionamento. Aproveite enquanto está em marcha lenta e observe  os níveis de ruído na cabine, vibrações   na alavanca de câmbio  se  modelo manual, e vibrações no volante.

Como tem espertinho  que coloca óleo grosso no motor para disfarçar um motor cansado, peça para acelerar o veículo a uns 5000  rpm enquanto você olha a saída da tubulação de escapamento para observar se não sai uma fumaça de óleo queimado, de um cinza escuro.

Os cuidados na verificação do motor são muito importantes devido ao preço que o reparo pode representar.

VERIFICAR OS AMORTECEDORES

Você pode fazer esta verificação rapidamente, em cada uma das 4 extremidades do carro: dianteira direita e esquerda, traseira  direita e esquerda. Em cada uma delas, empurre a extremidade bem para baixo e solte-a, tudo o mais rápido que puder, podendo mesmo se apoiar sobre ela para ajudar. Se quando soltá-la, esta extremidade oscilar mais de duas vezes, é um indicativo que o respectivo amortecedor já não está em bom estado de funcionamento.

PNEUS

pneu

Devem ser cuidadosamente examinados, (inclusive o estepe!) porque se estiverem desgastados, já representam um custo na reposição desses pneus, mas  se além disso  os desgastes forem irregulares, (mais desgaste de um lado que de outro) irão representar um custo de reposição de pneus + um custo de alinhamento das rodas (incluindo balanceamento)  e  talvez  + um custo com a suspensão.

E quando é que um pneu deve ser descartado?

DETRAN reprova nas vistorias os pneus que apresentem uma fratura grave ou que tiverem menos de 1,6 mm de profundidade de sulco, pois eles perdem facilmente a aderência com o piso molhado, o que diminui a eficácia até mesmo do ABS

Este nível é indicado pelo índice TWI(Tread Wear Indicator). Significa que quando a profundidade do sulco for a mesma que a borda da barra, o pneu deverá ser trocado, pois já é considerado um pneu “careca”!

Verifique se não existem pneus recapados que podem dar este defeito:

LEVANTANDO A TAMPA DO  PORTA  MALAS

Verificar a  existência de chave de rodas, macaco, triângulo em condições de uso e  também as  condições do estepe que devem  ser as mesmas para  os demais pneus do carro.

Por outro lado, se estiverem enferrujados, são indícios de que o carro provavelmente sofreu os efeitos de uma enchente.

Isto poderá ser confirmado pelas pistas a seguir:

– cheiro semelhante  à casa de praia fechada

– o estado do  tecido do estofamento dos bancos e do carpete  estragado

– barro e impurezas   em lugares pouco expostos.

Quanto à lataria, você mesmo pode observar, com o carro seco e limpo, algumas pequenas diferenças de tonalidade na pintura que indicam que já houve algum conserto. Se a diferença é localizada  dê  pequenas pancadinhas com os nós dos dedos, para verificar a colocação de massa plástica.

Uma boa dica é  olhar   os parafusos, em especial das portas e tampas pois quando   vêm de fábrica, são geralmente pintados na cor da carroceria e qualquer diferença de tonalidade revela que houve substituição de algumas partes.

Caso não tenha ainda o feito, então tanto na frente como na retaguarda,  balançar o carro para baixo e verificar, ao largá-lo, se o veículo balança duas ou mais vezes, o que mostrará que um ou os dois amortecedores daquele lado  estão em más condições

Exija fazer o Test Drive na hora comprar um veículo novo ou usado

Agora é a hora do test drive. È uma boa hora de contar com um mecânico de confiança   ou  levar o carro à oficina de uma empresa especializada.

O mecânico custa  algum dinheiro, mas pode evitar muita dor de cabeça no futuro. Você também pode dispensar o mecânico, se se sentir suficientemente seguro.

Mas lembre-se, mesmo que o mecânico repita muitas verificações que você já fez, ele tem a experiência que você não tem.

Neste test drive, seu mecânico usará essa  experiência para avaliar os ruídos da direção, motor , freios e suspensão. Você pode dirigir ou pedir para ele fazer isso.

Peça para ligar o rádio, ar-condicionado e tudo que está instalado para dar conforto aos passageiros. Observe como o veículo se comporta quando passa em um buraco.

Para verificar o estado dos freios, ouça se há ruídos metálicos no momento da utilização dos freios, o que será um indício de que as pastilhas estão gastas.

Levantar o carro é muito útil para observar   se as longarinas foram soldadas e também verificar os itens   da suspensão.

Depois da  compra, você terá que fazer a comunicação de venda ao Departamento Estadual de Trânsito do município e a transferência num prazo de até 30 dias.

Se você seguiu nosso roteiro, sem dúvida já saberá  se existem  outros débitos pendentes, como multas, licenciamento, etc. Tudo isto deverá estar pronto para efetuar a transferência.

E ai, gostou da deste artigo para lhe orientar   COMO COMPRAR UM VEÍCULO  NOVO OU USADO COM SEGURANÇA ? Então deixe seu comentário para ajudar o nosso site a crescer.